English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

terça-feira, 29 de junho de 2010

"… Jericó estava completamente fechada…" – Josué 6:1 NVI


A Bíblia diz: "…Jericó estava completamente fechada… Ninguém saía nem entrava" (Js 6:1 NVI). Você já ouviu falar da "síndrome de Jericó"? É quando você está em confinamento emocional. Você tem medo de estender a mão para alguém, ou de deixar qualquer pessoa entrar. Você construiu um muro para não ser ferido de novo. Cuidado, porque esse muro pode aprisionar você, e tudo o mais em sua vida. Você pode se casar em Jericó, fazer votos nupciais, usar o vestido de noiva, fazer a troca de alianças, viajar em lua de mel, e as muralhas ainda estarão lá. Então talvez você pense: "Se ele me deixar, estou pronta. Tenho uma conta bancária sobre a qual não contei a ele. Tenho um plano B caso isto não funcione". Jesus disse: "… o homem… se unirá à sua mulher" (Mt 19:5 NLT). Mas como vocês podem se unir se ninguém consegue alcançá-los por causa de uma muralha de amargura, medo e desconfiança? "O amor é paciente… não guarda rancor… O amor nunca falha..." (1 Co 13:4-8 NVI). O amor não funciona quando você vive segundo a filosofia "Procure o melhor, mas espere o pior". É hora de vocês exorcizarem os fantasmas do ontem se quiserem ter alguma esperança de um futuro real juntos. Perdoar, quando fomos profundamente feridos, é uma das coisas mais difíceis de fazer, mas você precisa perdoar, e continuar perdoando até que o ressentimento já não o controle mais. "Pedro chegou perto de Jesus e lhe perguntou: `Senhor até quantas vezes meu irmão pecará contra mim, que eu tenha de perdoá-lo? Até sete vezes?' E Jesus lhe respondeu: `Não... até sete vezes, mas sim, até setenta vezes sete'" (Mt18:21-22 NKJV). Pare de relembrar o seu passado e o entregue ao Senhor. Ele é o demolidor de muralhas, o restaurador de comunicação, o edificador de autoestima. Ele cura corações e relacionamentos partidos. Se você permitir, Ele o ajudará a viver e a amar outra vez.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

FALE COM BRANDURA


“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira” (Provérbios 15.1).
Nunca responda a alguém com o coração chateado ou magoado. Em qualquer situação, peça ao Senhor uma palavra, pois, dependendo do que proferir, o furor será ou não desviado de você ou de outra pessoa. Uma palavra dada com unção é capaz de restaurar amizade, trazer amor e livrar um indivíduo das forças das trevas.
Já uma dura declaração faz aparecer a ira, a qual sempre fere quem a possui e aquele que é alvo dela.
Quando somos sábios, alegramos o coração do Pai. Para tal, jamais devemos discutir com alguém no momento em que estivermos com o coração amargurado, pois as palavras ásperas ferem, magoam e separam grandes amigos. Frases rudes sempre nos causam males, por isso, a sabedoria ensina-nos a falar somente quando estamos sendo “senhores de nossas emoções” e, mesmo assim, com cuidado, examinando o que vem à nossa boca, a fim de que não suscitemos a ira alheia.
Em qualquer situação, peça a Deus que coloque, em seus lábios, a palavra exata – aquela que Ele mesmo pronunciaria –, pois, se você falar com brandura, além de desviar o furor, poderá, inclusive, conquistar seus inimigos. No entanto, caso se expresse com cólera, provocará um acesso de fúria em quem serve a você.
Dessa forma, jamais insulte um empregado seu, por exemplo, ou outro indivíduo qualquer, quando esse errar, ou tenha sido induzido ao erro. Lembre-se de que todos têm sentimentos e, assim, são feridos com nossas ofensas.
A palavra que o Senhor coloca em sua boca é ungida e a melhor em qualquer situação, pois tem poder para restaurar uma amizade que foi abalada. Além disso, ela causa uma reação de amor até mesmo em um coração dominado pelo ódio. Já a declaração severa, procedente de alguém magoado, faz aparecer a ira e, consequentemente, fere, separa amigos e cria traumas que podem durar a vida toda. Nesse caso, vale o ditado: “Benditas as palavras que não foram ditas”.
Todavia, esse dito é mais verdadeiro ainda quando, mesmo achando que temos direito de “soltar o verbo”, como popularmente se diz, refreamos nossa língua.
Uma vez tendo produzido a indignação, alguma coisa ruim pode acontecer, pois esse mal sempre fere tanto aquele que a praticou quanto a pessoa que recebeu a injúria.
Ao pertencermos ao Altíssimo, devemos ser como Ele é. A Escritura diz que Deus é amor (1 João 4.8), por isso, ninguém consegue resistir a esse sentimento, que é puro. Aquele que teme o Senhor deve encher-se de amor, pois não há quem resista a ele. Quanto à ira, sempre haverá quem decida enfrentá-la, entretanto, siga o sábio conselho do livro de Provérbios e fale com brandura.

Deseje mais de Deus

Agora, pois, se achei graça aos teus olhos, rogo-te que me faças saber neste momento o teu caminho, para que eu te conheça e ache graça, aos teus olhos, e considera que esta nação é teu povo.
Ex 33:13

Pensamento
Se mantermos nossos olhos fixos em Deus, nossa boca louvando e exaltando Seu santo nome, procurando cada dia mais o Senhor, iremos querer sempre mais, porque Deus tem muito para nos dar. Quando procuramos ter experiências com Ele, nos sentimos completos, cheios do Seu amor, desejando sentí-lo todos os dias. Quando achamos graça diante do Senhor, Ele transborda em nós a plenitude do Seu amor. Quanto mais nos entregarmos a Deus, mais Ele se entregará a nós. Busque a presença de Deus em tua vida, busque ouvir Sua voz e sentir a Sua presença com experiências sobrenaturais. Experiências que trazem paz, tranquilidade e nos livra de todo desconforto que os problemas nos causam.

sexta-feira, 18 de junho de 2010


"Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno" (Mateus 5.29).
Através dos olhos, contemplamos as bençãos de Deus. Sejam bençãos financeiras, curas, milagres. Porém, Jesus faz um grande alerta aqui. Ele sugere que o olho seja arrancado e lançado fora, mas porquê? Ora, muitos são os que encantados pelas belezas desse mundo, pela prostituição, pela ganância, dão vazão a cobiça dos seus próprios olhos, a ponto de se afastarem de Deus.
Veja que Jesus não disse que todo olho deve ser arrancado, mas aquele que faz tropeçar. Significa que Deus deseja a sua prosperidade, a sua cura, uma família abençoada, filhos tementes a Deus, mas os teus olhos jamais podem contemplar algo que o afaste de Deus, pois Ele é o criador, e o mantenedor de todas as coisas. Se assim for, é melhor lançar fora o olho, em outras palavras, abrir mão de tudo neste mundo, para ficar mais próximo de Deus.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

VOCÊ É LIVRE, PARA FAZER SUAS ESCOLHAS...

Você já ouviu alguma vez falar de livre-arbítrio? Livre-arbítrio quer dizer livre escolha, livre opção.
Em todas as situações da vida, sempre temos duas ou mais possibilidades para escolher.
E a cada momento a vida nos exige decisão. Sempre temos que optar entre uma ou outra atitude.
Desde que abrimos os olhos, pela manhã, estamos optando entre uma atitude ou outra. Ao ouvir o despertador, podemos escolher entre abrir a boca para lamentar por não ser nosso dia de folga ou para agradecer a Deus por mais um dia de oportunidades, no corpo físico.
Ao encontrarmos o nosso familiar que acaba de se levantar, podemos resmungar qualquer coisa, ficar calado, ou desejar, do fundo da alma, um bom dia.
Quando chegamos ao local de trabalho, podemos optar entre ficar de bem com todos ou buscar o isolamento, ou, ainda, contaminar o ambiente com mau humor.
Conta um médico, que trata de pacientes com câncer, que as atitudes das pessoas variam muito, mesmo em situações parecidas.
Diz ele que duas de suas pacientes, quase da mesma idade, tiveram que extirpar um seio por causa da doença. Uma delas ficou feliz por continuar viva e poder brincar com os netos, a outra optou por lamentar pelo seio que havia perdido, embora também tivesse os netos para se distrair.
Quando alguém o ofende, você pode escolher por revidar, calar-se ou oferecer o tratamento oposto. A decisão sempre é sua.
O que vale ressaltar é que todas as ações terão uma reação correspondente, como conseqüência. E essa ação é de nossa total responsabilidade.
E isso deve ser ensinado aos filhos desde cedo. Caso a criança escolha agredir seu colega e leve alguns arranhões, deverá saber que isso é resultado da sua ação e, por conseguinte, de sua inteira responsabilidade.
Tudo na vida está sujeito à lei de causa e efeito: para uma ação positiva, um efeito positivo; para uma ação infeliz, o resultado correspondente.
Se você chega ao trabalho bem humorado, alegre, radiante, e encontra seu colega de mau humor, você pode decidir entre sintonizar na faixa dele ou fazer com que ele sintonize na sua
Você tem ainda outra possibilidade de escolha: ficar na sua.
Todavia, da sua escolha dependerá o resto do dia. E os resultados lhe pertencem.
Jesus ensinou que a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória.
Pois bem, nós estamos semeando e colhendo o tempo todo. Se semeamos sementes de flores, colhemos flores; se plantamos espinheiros, colheremos espinhos. Não há outra saída.
Mas o que importa mesmo é saber que a opção é nossa. Somos livres para escolher, antes de semear. Aí é que está a justiça divina.
Mesmo as semeaduras que demoram bastante tempo para germinar, um dia terão seus frutos. São aqueles atos praticados no anonimato, na surdina, que aparentemente ficam impunes. Um dia eles aparecerão e reclamarão colheita.
Igualmente, os atos de renúncia, de tolerância, de benevolência, que tantas vezes parecem não dar resultados, um dia florescerão e darão bons frutos e perfume agradável. É só deixar nas mãos do jardineiro divino, a quem chamamos de Criador.
Pense nisso!
A hora seguinte será o reflexo da hora atual.
O dia de amanhã trará os resultados do dia de hoje.
É assim que vamos construindo a nossa felicidade ou a nossa desdita, de acordo com a nossa livre escolha, com nosso livre-arbítrio.

sábado, 5 de junho de 2010

AMIGOS DE TODOS OS TIPOS

AMIGO ÍMÃ...carrega você para todos os passeios..
AMIGO IRMÃO...muitas vezes você acha que ele é até melhor que seu próprio irmão...
AMIGO PARCEIRO...sempre pronto para o que der e vier.
AMIGO "VIAGEM NA MAIONESE"...embarca junto com você em seus sonhos mais mirabolantes.
AMIGO BARULHO...quando sai, deixa um silêncio incrível...
AMIGO BANQUEIRO..sempre ajuda você na$ hora$ mai$ difícei$
AMIGO POPULAR..você tem que entrar na lista de espera para falar com ele
AMIGO PROTETOR...defende você em situações difíceis.
AMIGO ESOTÉRICO...acredita que existe 'uma razão' para tudo.
AMIGO OTIMISTA...esse tem a solução para tudo.
AMIGO CONSELHEIRO...vive lhe dando conselhos, mesmo que você não peça.
AMIGO ANTIGO..para ser preservado.
AMIGO NOVO...para ser conquistado.
AMIGO SÁBIO...sabe quando falar e quando calar.
AMIGO EXPERIENTE...sempre sabe como fazer as coisas.
AMIGO ANUAL...Você encontra uma vez por ano, e nota que o tempo não acabou com o sentimento de amizade...
AMIGO MÃE...sempre pronto a dar um colinho.
Reconheceu seu amigo em algum tipo?
Seja qual for, ter amigos é uma grande benção!

Preserve sempre suas amizades!

quinta-feira, 3 de junho de 2010

O que é adorar a Deus?






. Adorar é render-se (do grego: "proskuneo").

Reconhecer a nossa inferioridade e a superioridade de Deus, colocando-nos à Sua inteira disposição. A idéia básica é a de submissão. O gesto de curvar-se diante de uma pessoa e ir até o ponto de beijar os seus pés.

Ex.: a intenção de Satanás na tentação de Jesus (Mt 4:9, Lc 4:7-8). Jesus responde: "Ao Senhor Teu Deus adorarás (proskunesis) e só a Ele darás culto (Mt 4:10).

2. Adorar é servir (do grego "latreia")

Este termo é usado por Paulo em Rm 12:1, para descrever o corpo entregue a Deus como sacrifício vivo, santo e agradável. Ofertar a Ele toda a nossa potencialidade, capacidade, inteligência, energia, experiência e dedicação. Servir, como reconhecimento da transformação que Ele operou em minha vida. Ele merece o melhor do meu serviço, como forma de gratidão.

3. Adorar é reverenciar (gr. "sebein") a Deus, com temor (gr. "phobos").


a) O verdadeiro adorador, tem uma reverente preocupação de fazer o que agrada a Deus, e fugir do que agrada ao diabo. João relata : "Sabemos que Deus não atende a pecadores, mas pelo contrário se alguém teme a Deus (gr. "theosebes", que tem a mesma raiz de "sebein") e pratica sua vontade, a este atende" (Jo. 9:31).

b) Temos de reconhecer não apenas a Sua bondade, como também Sua severidade (Rm 11:2 - considerai a bondade e a severidade de Deus).

c) Reconhecer Sua justiça (Hb 10:31) - terrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo). A santidade de Deus nos estimula a obedecê-lo (1 Pe. 1:16 - sede santos, porque Eu Sou santo).

4. Adorar é realizar serviço sacerdotal (do grego: "leitourgeo").


a) O serviço dos sacerdotes no templo foi superado com o sacrifício de Cristo, o Sumo-Sacerdote, na cruz (Hb 7:26-28).

b) Paulo oferecia seu serviço pastoral às igrejas, como uma oferta aceitável a Deus (Rm 15:16).

c) A obtenção de fundos para os carentes da igreja de Jerusalém chama-se "leitourgia" (2 Co 9:12) .

d) Os cristãos, quando servem aos irmãos, motivados pelo amor a Deus, exercem a "leitourgia" (At 13:2). Quem serve a Deus serve a igreja e vice-versa ("Adoração Bíblica", Russell Shedd, Ed. Vida Nova).


http://www.admaringa.com.br/estudos/show/1

terça-feira, 1 de junho de 2010

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...